2018 começou com tudo! Nesta segunda semana de janeiro poderemos apreciar mais outras duas obras que estão bombando na temporada de premiações. A primeira é um drama sobre um dos maiores políticos da história do Reino Unido. Esse longa é protagonizado por um famoso ator inglês que foi premiado com o Globo de Ouro no último domingo. Ainda falando sobre a temporada de premiações, tem também uma animação sobre um ícone infantil que se vê em meio a um dos mais tradicionais espetáculos espanhóis. Aproveitando o momento de empoderamento feminino, que tal a cinebiografia de uma mulher que literalmente mexeu com as cabeças de alguns dos maiores nomes da psicanálise e da filosofia do século XX? Ou um documentário chileno, também dirigido por uma mulher, que foi premiado na última Mostra Internacional de Cinema de São Paulo? Agora, deixando o clima ainda mais sério, desembarca em terras tupiniquins um thriller, baseado em um best-seller, sobre um chinês vingativo que está em busca dos responsáveis por um atentado terrorista. Também temos uma comédia dramática também protagonizada por um asiático, só que dessa vez é um simples taxista de Seul que se vê envolvido na Revolta de Gwangju, em maio de 1980. E entrando no clima do fim de semana, um documentário brasileiro promete relaxar o espectador com muita música e lindas paisagens caribenhas. Ficou curioso? Confira nosso guia completo a seguir, com críticas inéditas, entrevistas exclusivas, curiosidades, bilheterias e muito mais!

 

Lou
Lou Andreas-Salomé, Alemanha/Suíça/Áustria/Itália, 2017
Drama/Romance/Biografia, 113 minutos
De Cordula Kablitz-Post
Com Nicole Heesters, Katharina Lorenz, Liv Lisa Fries
Curiosidades: Festival de Emden 2016: premiado como Melhor Filme;
Nota Papo de Cinema: 7/10
Nota AdoroCinema: 2/5
Nota do IMDB: 6,5/10
Estreia nacional
O que nós achamos: “Tentando escapar ao convencional, para isso se valendo de elementos visuais e alternâncias temporais, senão procedimentos originais, aqui minimamente funcionais, o filme esquadrinha com vigor essa mulher que nunca viu motivos para se submeter aos ditames masculinos e do Deus projetado de sua infância.” Confira na íntegra a crítica de Marcelo Muller
EXCLUSIVO :: Entrevista inédita com a diretora Cordula Kablitz-Post

 

Sailing Band
Brasil, 2017
Documentário, 70 minutos
De Denis Nielsen
Curiosidades: Filmado entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015;
Nota Papo de Cinema: 6/10
Estreia nacional
O que nós achamos: “Um longa-metragem a anos-luz de aspirar à grandeza. Talvez por isso mesmo, justo pela despretensão evidente, o resultado seja divertido, embora claudicante.” Confira na íntegra a crítica de Marcelo Muller
EXCLUSIVO :: Entrevista inédita com o diretor Denis Nielsen

 

O Touro Ferdinando
Ferdinand, EUA, 2017
Aventura/Animação, 106 minutos
De Carlos Saldanha
Com John Cena, Kate McKinnon, Bobby Cannavale, Gina Rodriguez
Curiosidades: Globo de Ouro 2018: indicado a Melhor Filme de Animação e Canção Original (Home, de Nick Jonas);
Nota Papo de Cinema: 8/10
Nota do IMDB: 6,8/10
Nota do Metacritic: 58/100
Nota do Rotten Tomatoes: 70%
Orçamento: US$ 111 milhões
Bilheteria: US$ 184 milhões
Estreia nacional
O que nós achamos: “O diretor amadureceu ainda mais não somente como realizador, mas também como grande questionador dos problemas da fauna e da flora no mundo, algo que vem crescendo desde a falta de cuidados com o meio ambiente retratadas em seus trabalhos anteriores.” Confira na íntegra a crítica de Matheus Bonez

 

O Pacto de Adriana
El Pacto de Adriana, Chile, 2017
Documentário, 96 minutos
De Lissette Orozco
Com Lissette Orozco, Adriana Rivas, Augusto Pinochet
Curiosidades: Festival de Berlim 2017: premiado com o Troféu da Paz e indicado ao Prêmio Glasshütte Original; Mostra Internacional de Cinema de SP: premiado como Melhor Filme;
Nota Papo de Cinema: 8/10
Nota do IMDB: 7,5/10
Estreia nacional
O que nós achamos: “Lidando com a dificuldade intrínseca de se distanciar do material, a diretora adota uma postura que transmite sinceridade, buscando manter-se racional sem abrir mão da emotividade.” Confira na íntegra a crítica de Leonardo Ribeiro

   

O Motorista de Táxi
Taeksi Woonjunsa, Coreia do Sul, 2017
Drama/Açnao/História, 137 minutos
De Hun Jang
Com Kang-ho Song, Hae-jin Yoo, Thomas Kretschmann
Curiosidades: 41ª Mostra de São Paulo: Seleção Oficial (Perspectiva Internacional);
Nota Papo de Cinema: 6/10
Nota AdoroCinema: 4/5
Nota do IMDB: 7,9/10
Nota do Metacritic: 69/100
Nota do Rotten Tomatoes: 95%
Estreia nacional
O que nós achamos: “A atmosfera romantizada da parte final se impõe sobre a inusitada abordagem humorística que se insinuava inicialmente e que, caso sustentada, poderia fazer com que essa jornada de conscientização política e de combate ao poder alienante do totalitarismo fosse de fato memorável.” Confira na íntegra a crítica de Leonardo Ribeiro 

   

O Destino de Uma Nação
Darkest Hour, Reino Unido, 2017
Drama/História/Biografia, 125 minutos
De Joe Wright
Com Gary Oldman, Kristin Scott Thomas, Ben Mendelsohn, Lily James
Curiosidades: Globo de Ouro 2018: premiado como Melhor Ator em Filme Drama (Gary Oldman);
Nota Papo de Cinema: 5/10
Nota AdoroCinema: 3/5
Nota do IMDB: 7,2/10
Nota do Metacritic: 75/100
Nota do Rotten Tomatoes: 85%
Estreia nacional
O que nós achamos: “Para compor Winston Churchill, o protagonista passou mais de 200 horas sob testes de maquiagem até ficar semelhante ao ex-Primeiro Ministro da Grã-Bretanha. Um processo que soa como um tiro pela culatra: ele aparece tão soterrado por próteses e enchimentos que mal se percebe o ator por debaixo de tudo aquilo.” Confira na íntegra a crítica de Robledo Milani

  

O Estrangeiro
The Foreigner, EUA/China/Reino Unido, 2017
Ação/Thriller, 114 minutos
De Martin Campbell
Com Jackie Chan, Pierce Brosnan
Curiosidades: Baseado no livro The Chinaman, de Stephen Leather;
Nota Papo de Cinema: 4/10
Nota do IMDB: 7,1/10
Nota do Metacritic: 55/100
Nota do Rotten Tomatoes: 62%
Orçamento: US$ 35 milhões
Bilheteria: US$ 141,8 milhões
Estreia nacional
O que nós achamos: “O protagonista, vencedor de um Oscar honorário em 2017, merecia ser tratado com mais respeito. Mas será que alcançaria o mesmo retorno do público caso aparecesse em um drama de época ou em alguma comédia romântica, por exemplo?” Confira na íntegra a crítica de Robledo Milani

Veja também

As duas abas seguintes alteram o conteúdo abaixo.
avatar
Cinema e cultura pop com opinião!

Comentários