Após a surpreendente demissão de Bryan Singer, a Fox anunciou nesta quarta-feira, 06, a contratação do cineasta inglês Dexter Fletcher, de Voando Alto (2016), para dar sequência a Bohemian Rhapsody, aguardada cinebiografia de Freddie Mercury. O novo homem à frente do projeto, mais conhecido como ator, foi chamado em virtude da incontornável crise que se abateu sobre a produção. Notícias internas dão conta de que existia um choque crescente entre Singer e Rami Malek, intérprete de Mercury.

Antes, a Fox chegou a interromper momentaneamente a produção, por conta da “indisponibilidade inesperada” de Singer. O cineasta não compareceu a algumas filmagens e o caso se agravou após o feriado de Ação de Graças, quando os trabalhos tiveram de ser conduzidos pelo diretor de fotografia Thomas Newton Sigel. A situação de Singer ficou insustentável, especialmente por uma série de problemas com integrantes da produção e do elenco. O descordo com Malek, no entanto, foi o mais decisivo. O ator chegou a acusar o cineasta de falta de profissionalismo. Fontes próximas a Singer dizem que ele está sofrendo de “estresse pós-traumático” por conta dos episódios no set.

Dexter Fletcher, o novo diretor de “Bohemian Rhapsody”

Recentemente, Singer reconheceu publicamente as divergências criativas com Malek, mas afirmou que sua ausência tem relação com a saúde de um de seus pais, situação que o levou a retornar aos Estados Unidos, abandonando Londres, onde acontecem as filmagens.

 

(Fonte: Redação PdC)

Veja também

As duas abas seguintes alteram o conteúdo abaixo.
avatar
Cinema e cultura pop com opinião!

Comentários