Um sonho que se tornou uma das realidades mais bem sucedidas da história do cinema. Assim pode ser descrita a trilogia O Senhor dos Anéis, escrita e dirigida por Peter Jackson e levadas às telas em 2001, 2002 e 2003. Os três filmes – A Sociedade do Anel, As Duas Torres e O Retorno do Rei – foram filmados simultaneamente, o que reduziu enormemente os custos e garantiu a presença do mesmo elenco em cada um dos episódios. O resultado foi arrebatador, formando uma legião de fãs e consagrando todos os longas junto ao público e também com a crítica especializada.

A trilogia O Senhor dos Anéis recebeu, ao todo, 30 indicações ao Oscar, tendo conquistado 17 estatuetas. Os três títulos foram finalistas ao prêmio de Melhor Filme – somente o último, O Retorno do Rei, no entanto, foi vitorioso – e a estes se somaram mais de 250 prêmios, o que comprova sua excelência técnica e artística. De acordo com o site Rotten Tomatoes, que compila as opiniões dos principais críticos de cinema dos Estados Unidos, todos os filmes possuem avaliações superiores a 90% de aceitação, sendo As Duas Torres o com a melhor cotação (96%).

Mas O Senhor dos Anéis não é sucesso somente entre os experts da linguagem cinematográfica e de acordo com o olhar da indústria de Hollywood – todos os três segmentos são também obras muito populares, tendo faturado, em conjunto, mais de US$ 3 bilhões nas bilheterias de todo o mundo – O Retorno do Rei, sozinho, atingiu a marca histórica de US$ 1,1 bilhão, colocando-o no seletíssimo grupo dos filmes que superaram a marca do um bilhão. Aplaudidos pelos fãs, elogiados pela crítica e recebidos com entusiasmo pelo público em geral. Poucas franquias cinematográficas foram levadas às telas com tanto cuidado, atingindo resultados tão positivos. Estes são filmes verdadeiramente imortais, para serem vistos e revistos incansáveis vezes. Confira abaixo as avaliações dos críticos do Papo de Cinema!

 

O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei
(The Lord of the Rings: The Return of the King, EUA, Nova Zelândia, 2003)
De Peter Jackson
Com Elijah Wood, Andy Serkis, Sean Astin, Cate Blanchett, Orlando Bloom, Ian McKellen
Sinopse: Sauron planeja um grande ataque a Minas Tirith, capital de Gondor, o que faz com que Gandalf (Ian McKellen) e Pippin (Billy Boyd) partam para o local na intenção de ajudar a resistência. Um exército é reunido por Theoden (Bernard Hill) em Rohan, em mais uma tentativa de deter as forças de Sauron. Enquanto isso Frodo (Elijah Wood), Sam (Sean Astin) e Gollum (Andy Serkins) seguem sua viagem rumo à Montanha da Perdição, para destruir o Um Anel.
Bilheteria Mundial: US$ 1.119.929.521,00
Orçamento: US$ 94 milhões
Premiações: Vencedor do Oscar de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino, Melhor Maquiagem, Melhor Trilha Sonora Original, Melhor Canção Original (“Into the West”), Melhor Mixagem de Som e Melhores Efeitos Visuais;
Avaliação Metacritic: 94%
Avaliação Leitor PdC: 100%
Avaliação Papo de Cinema: 5/5
Confira a crítica de O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, de Robledo Milani

 

O Senhor dos Anéis: As Duas Torres
(The Lord of the Rings: The Two Towers, EUA, Nova Zelândia)
De Peter Jackson
Com Viggo Mortensen, Elijah Wood, Ian McKellen, Andy Serkis, Sean Astin, Cate Blanchett, Orlando Bloom
Sinopse: Após a captura de Merry (Dominic Monaghan) e Pippy (Billy Boyd) pelos orcs, a Sociedade do Anel é dissolvida. Enquanto que Frodo (Elijah Wood) e Sam (Sean Astin) seguem sua jornada rumo à Montanha da Perdição para destruir o Um Anel, Aragorn (Viggo Mortensen), Legolas (Orlando Bloom) e Gimli (John Rhys-Davies) partem para resgatar os hobbits sequestrados.
Bilheteria Mundial: US$ 926.047.111,00
Orçamento: US$ 94 milhões
Premiações: Vencedor do Oscar de Melhor Edição de Som e Melhores Efeitos Visuais e indicado como Melhor Filme, Melhor Direção de Arte, Melhor Edição e Melhor Som;
Avaliação Metacritic: 88%
Avaliação Leitor PdC: 100%
Avaliação Papo de Cinema: 4,5/5
Confira a crítica de O Senhor dos Anéis: As Duas Torres, de Robledo Milani

 

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel
(The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring, EUA, Nova Zelândia, 2001)
De Peter Jackson
Com Elijah Wood, Ian McKellen, Viggo MortensenCate Blanchett, Orlando Bloom, Liv Tyler
Sinopse: Numa terra fantástica e única, chamada Terra-Média, um hobbit (seres de estatura entre 80 cm e 1,20 m, com pés peludos e bochechas um pouco avermelhadas) recebe de presente de seu tio o Um Anel, um anel mágico e maligno que precisa ser destruído antes que caia nas mãos do mal. Para isso o hobbit Frodo (Elijah Wood) terá um caminho árduo pela frente, onde encontrará perigo, medo e personagens bizarros. Ao seu lado para o cumprimento desta jornada aos poucos ele poderá contar com outros hobbits, um elfo, um anão, dois humanos e um mago, totalizando 9 pessoas que formarão a Sociedade do Anel.
Bilheteria Mundial: US$ 871.530.324,00
Orçamento: US$ 93 milhões
Premiações: Vencedor do Oscar de Melhor Fotografia, Melhor Maquiagem, Melhor Trilha Sonora Original e Melhores Efeitos Visuais e indicado como Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante (Ian McKellen), Melhor Direção, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino, Melhor Edição, Melhor Canção Original (“May It Be”) e Melhor Som;
Avaliação Metacritic: 92%
Avaliação Leitor PdC: 100%
Avaliação Papo de Cinema: 5/5
Confira a crítica de O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel, de Rodrigo de Oliveira

Veja também

As duas abas seguintes alteram o conteúdo abaixo.
avatar
Cinema e cultura pop com opinião!
avatar

Últimos artigos deRedação Papo de Cinema (Ver Tudo)

Comentários