O maquiador Kazuhiro Tsuji, indicado ao Oscar 2018 pelo trabalho em O Destino de Uma Nação – aliás, é a sua terceira nominação ao prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas – considera inesquecível a jornada que teve no filme O Grinch (2000), de Ron Howard. Mas não por ser exatamente um tempo feliz. Em entrevista ao Vulture, ele inclusive disse que precisou de terapia após o período colaborando com Jim Carrey.

“No set, (Carrey) era realmente cruel com todos e, já no início da produção, não conseguíamos avançar. Depois de duas semanas, só concluímos três dias do cronograma de filmagem, porque de repente ele simplesmente desapareceria e quando voltava tudo estava destruído. Não conseguimos filmar. No trailer de maquiagem ele de repente se levantava, se olhava no espelho, e apontava para o queixo dizendo que as cores eram diferentes das do dia anterior. Todos os dias eram assim“, disse Tsuji.

A maquiagem de O Grinch era árdua, com horas de função para cobrir integralmente a pele de Carrey. Além disso, segundo Tsuji, o ator ficou irritado com as lentes de contato necessárias ao personagem, pois nela grudavam facilmente os flocos de neve artificial. Kazuhiro Tsuji ficou tão fatigado que solicitou afastamento temporário da produção. O plano era fazer o protagonista valorizar sua presença. A estratégia funcionou, pois semanas depois o próprio astro telefonou pleiteando seu retorno. Segundo Tsuji, o restante das filmagens foi mais calmo, mas ele precisou procurar terapia após o término dos trabalhos.

 

(Fonte: Redação PdC)

Veja também

As duas abas seguintes alteram o conteúdo abaixo.
avatar
Cinema e cultura pop com opinião!

Comentários