O nosso papo é de cinema!


Os Penetras 2: Quem Dá Mais?

09/01/2017    

 

Crítica

Em comparação ao original, Os Penetras (2012), há uma perda considerável de qualidade nesta aguardada sequência. Se no primeiro filme havia uma evidente vontade de celebrar em chave cômica a malandragem tipicamente brasileira, em Os Penetras 2: Quem Dá Mais? o que predomina é a mera sucessão de piadas. Nada demais, fossem as mesmas engraçadas. Na trama, Beto (Eduardo Sterblitch) passa algum tempo numa clínica psiquiátrica, fugindo de lá apenas ao receber a notícia da morte inesperada de Marco (Marcelo Adnet), seu companheiro de picaretagem. Após uma sequência, no mínimo, apática, ocorrida durante a missa, em que Sterblitch abusa de um maneirismo infelizmente presente durante todo o longa-metragem, se instaura a via pela qual poderiam transitar os momentos mais propensos ao riso, já que o amigo desencarnado surge como conselheiro, tornando-se uma espécie de guia espiritual para a aplicação de golpes. Marcelo Adnet, entretanto, aparece muito esporadicamente.

Então, o que depõe, de cara, contra Os Penetras 2: Quem Dá Mais? é precisamente a falta de um contraponto substancial à atrapalhada inocência de Beto. Sem Adnet para oferecer-lhe essa possibilidade, Sterblitch até tenta “segurar a peteca” sozinho, mas não consegue, especialmente por apostar numa construção de personagem bastante superficial, inclusive ignorando o resultado do percurso anterior, ao fim do qual Beto acabava mais maduro para colocar seu jeito destrambelhado a serviço das falcatruas pensadas por Marco e Nelson (Stepan Nercessian). Fora a previsibilidade, algo letal numa comédia de erros como esta, sobram “gorduras” e elementos mal resolvidos. Exemplo disso, a presença insossa de Danton Mello na pele de um trambiqueiro que tinha tudo para assumir o protagonismo pertencente a Adnet, culpa, boa parte, do roteiro que não lhe oferece grandes instantes com tônus suficiente para fazer a diferença. Os desperdícios vão se acumulando e tudo vai ficando meio banal.

Eis que entra em cena Oleg (Mikhail Bronnikov), jovem milionário russo, obviamente, logo o alvo prioritário da turma que conta, ainda, com a sensual Laura (Mariana Ximenes) e a não menos bonita Svetlana (Elena Sopova), golpista por quem Beto havia se enamorado em Os Penetras. Aliás, neste, o chiste relativo à não compreensão da língua era bem mais inteligente que em Os Penetras 2: Quem Dá Mais?. O diretor Andrucha Waddington deixa para trás, também, o esmero da construção imagética da primeira produção, aqui apresentando um trabalho seguramente abaixo das expectativas que fatalmente recaem sobre alguém com sua envergadura artística. Igualmente empobrecido é o conteúdo das piadas, em determinadas circunstâncias descambando quase à grosseria, como quando Beto se vê totalmente enrascado por causa de uma paixão. Mesmo atores extremamente talentosos como Adnet e Sterblitch não se saem a contento, um, pelo pouco material, o outro, em virtude do exagero intermitente.

O humor pobre de Os Penetras 2: Quem Dá Mais? não combina com os nomes envolvidos, sendo o principal responsável pela frustração que sobrevém ao término do filme. As situações potencialmente cômicas, sobretudo por seu teor de absurdo, tal a amizade improvável do ricaço cercado de seguranças por todos os lados com Beto, protagonista nonsense que fica ainda mais descontrolado sob o efeito de algumas substâncias, acabam em decepção. As figuras são familiares, já sabemos exatamente o que esperar de cada uma delas. Todavia, a decisão final de Beto, de certa maneira, desdiz a bem-vinda malemolência de Os Penetras, exatamente por colocar essa vigarice festejada anteriormente sob o jugo de uma lição um tanto moralista. A necessidade de diferenciar Beto e Marco é legítima, afinal de contas, ambos, seja por linhas tortas ou não, seguem seus instintos. Mas, isso poderia ser feito com sutileza, sem a algazarra vazia, num itinerário semelhante ao do original, sem tantas concessões.

Nota da crítica

1.5/5

avatar

Marcelo Müller é crítico de cinema, membro da ACCRJ - Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro, da ABRACCINE - Associação Brasileira de Críticos de Cinema, e professor da Escola de Cinema Darcy Ribeiro - RJ. Além disso, comenta semanalmente as principais estreias cinematográficas na Rádio Nacional do Rio AM 1130.

Mande um mail para Marcelo

Veja outros textos assinados por Marcelo Müller

Ficha Técnica

NOME ORIGINAL: Os Penetras 2: Quem Dá Mais?

PAÍS DE ORIGEM: Brasil

ANO: 2017

DURAÇÃO: 106 min

GÊNERO: Come’dia

DIREÇÃO: Andrucha Waddington

ROTEIRO: Renato Fagundes, João Paulo Horta Ulisses, Molusco Oliveira

FOTOGRAFIA: Fernando Young

MONTAGEM: Thiago Lima, Sérgio Mekler

MÚSICA: Andreia Freire

FIGURINO: Fernanda Bianchini

ESTÚDIO: Conspiração Filmes

PRODUÇÃO: Andrucha Waddington

ELENCO: Eduardo Sterblitch, Marcelo Adnet, Mariana XimenesStepan NercessianDanton Mello, Mikhail Bronnikov, Laila Zaid, PC Siqueira, Julio Cocielo, Whindersson Nunes, Maju Trindade

Sinopse

Após quatro anos internado numa clínica psiquiátrica, Beto se junta novamente a Marco, Laura e Nelson. Desta vez, eles planejam roubar o milionário Santiago e o mafioso russo Oleg. De golpe em golpe, eles viverão uma das maiores confusões de suas vidas.

Curiosidades

- Sequência de Os Penetras (2012);

- O roteiro do longa está pronto desde 2013;

  • Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

  • "Velozes e Furiosos 8" (Universal)

    2ªSemana: 1,7 milhão de espectadores

    Público Total: 5,1 milhões de espectadores

  • "A Cabana" (Paris)

    3ªSemana: 621 mil espectadores

    Público Total: 2,4 milhões de espectadores

  • "O Poderoso Chefinho" (Fox)

    4ªSemana: 372 mil espectadores

    Público Total: 2,4 milhões de espectadores

  • "Os Smurfs e a Vila Perdida" (Sony)

    3ªSemana: 241 mil espectadores

    Público Total: 1,1 milhão de espectadores

  • "A Bela e a Fera" (Disney)

    6ªSemana: 225 mil espectadores

    Público Total: 8 milhões de espectadores

  • "Velozes e Furiosos 8" (Universal)

    2ªSemana: US$ 38,6 milhões

    Bilheteria Total: US$ 163,5 milhões

  • "O Poderoso Chefinho" (Fox)

    4ªSemana: US$ 12,7 milhões

    Bilheteria Total: US$ 136,9 milhões

  • "A Bela e a Fera" (Disney)

    6ªSemana: US$ 9,9 milhões

    Bilheteria Total: US$ 471 milhões

  • "Born in China" (Disney)

    Estreia: US$ 5,1 milhões

    Bilheteria Total: US$ 24,7 milhões

  • "Despedida em Grande Estilo" (Warner)

    3ªSemana: US$ 5 milhões

    Bilheteria Total: US$ 31,7 milhões