O livro Sexualidade e Transgressão no Cinema de Pedro Almodóvar, de Antonio Carlos Egypto, foi lançado na última sexta-feira, dia 10, em São Paulo. Com prefácio do jornalista e crítico de cinema Sérgio Rizzo, o livro aborda a obra cinematográfica de Pedro Almodóvar em todos os seus 19 longas lançados comercialmente até 2014. O foco principal é a sexualidade e a transgressão na sua fabulação.

A obra considera a importância e a representatividade do trabalho autoral do cineasta na contemporaneidade, enfatizando a compreensão e aceitação da diversidade sexual, e humana, e o tratamento avesso a qualquer tipo de moralismo dado a seus personagens e tramas.

O livro procura demonstrar a coerência da ideia de sexualidade como libertação. Além disso, destaca a metalinguagem sempre presente no seu cinema. Trata, ainda, das relações da obra com o Franquismo, origem da postura transgressora que o cineasta adota, buscando esquecer e superar esse passado ainda recente da Espanha.

Antonio Carlos Egypto é sociólogo, psicólogo educacional e pós-graduado em Crítica de Cinema pela Faap. Mais informações pelo e-mail egypto@uol.com.br.

(Fonte: Planeta Tela)

Veja também

As duas abas seguintes alteram o conteúdo abaixo.
avatar
Cinema e cultura pop com opinião!

Comentários