O nosso papo é de cinema!


Relação Explosiva

17/10/2012    

 

Crítica

Quem disse que cinema é arte? Ele pode, e deve, vez que outra, ser um bom negócio. E Relação Explosiva é justamente isso – uma aposta que deu certo. É importante destacar que essa avaliação leva em conta apenas aspectos financeiros. Afinal, essa produção totalmente independente custou meros US$ 2 milhões (o longa brasileiro Gonzaga: De Pai para Filho, 2012, custou mais do que isso) e arrecadou somente nas bilheterias norte-americanas quase US$ 14 milhões – ou seja, um lucro de aproximadamente sete vezes o valor do seu investimento! Poucas opções atuais oferecem um retorno tão satisfatório quanto esse. Mas, após as contas serem fechadas e todo mundo estar com o bolso cheio, será que sobra alguma coisa? Provavelmente, não.

Escrito, co-dirigido e estrelado por Dax Shepard – o mesmo do insuportável Casamento em Dose Dupla (2008), em que fazia par com Liv TylerRelação Explosiva é o que se pode chamar de ação entre amigos. Praticamente todos os presentes, na frente e atrás das câmeras, já haviam trabalhado juntos ao menos uma vez. Dax é o protagonista, ao lado de Kristen Bell (Burlesque, 2010), sua namorada também na vida real. David Palmer, o outro diretor, havia trabalhado lado a lado com Shepard no projeto anterior do ator, Brother’s Justice (2010), que felizmente não teve igual retorno do público. Mesmo o nome mais conhecido do elenco, Bradley Cooper, pode ser considerado hoje um astro após os sucessos Se Beber Não Case (2009) e Esquadrão Classe A (2010), mas antes disso fez parte dessa turma em outras ocasiões. E se o clima leve e descontraído funcionou durante as filmagens, infelizmente não transparece na tela, e a impressão que se tem é que foi muito mais divertido fazer o filme do que vê-lo.

Annie (Bell) recebeu uma ótima proposta de trabalho. O único porém é que para aceitar teria que se mudar para Los Angeles. Seu namorado, Charles (Shepard), decide acompanhá-la na mudança. Mas ele se encontra no programa de proteção à testemunha, e o oficial de justiça (Tom Arnold) que deveria protegê-lo vai ao seu encalço. O mesmo faz Gil (Michael Rosenbaum), ex-namorado da garota, que desconfia das intenções do misterioso galã que tomou seu lugar. Ainda durante a viagem, Alex (Cooper), o bandido que está atrás de Charles, descobre o paradeiro dele e sai, também, a procura do antigo desafeto. Soma-se a isso uma ex-noiva enfurecida, um policial gay, um pai rancoroso, um caipira de olho no carro raro dos mocinhos e uma turma de velhinhos curtindo uma simpática suruba e tem-se uma ideia do que Relação Explosiva poderia ter sido, mas não chega nem perto.

O maior problema do filme é a reciclagem sem sentido de velhas piadas e reviravoltas há muito manjadas, seus personagens rasos e caricatos, a direção pouco inspirada que se preocupa mais com as perseguições e os carros possantes (a maioria de posse do próprio protagonista) e o argumento que nunca chega a convencer por completo. O cara estava há um ano sendo escondido por um policial incompetente, os vilões estão mais magoados com a traição do amigo do que em busca de vingança, o mocinho mente do início ao fim mas a ele tudo é perdoado. Enquanto isso nos resta a trilha sonora, que apesar de ter custado cerca de 50% do orçamento total do projeto, nem chega a ser tão marcante, pois também requenta antigos sucessos dispondo-os ao acaso, sem uma lógica coerente. Uma observação apropriada para todo o conjunto, uma obra em que pouco se aproveita – a não ser, é claro, se ao invés de ter pago para assisti-la você foi um dos poucos que ganhou com essa vazia existência.

Nota da crítica

2/5

avatar

Robledo Milani é crítico de cinema, presidente da ACCIRS - Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (gestão 2016-2018), e membro fundador da ABRACCINE - Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Já atuou na televisão, jornal, rádio, revista e internet. Participou como autor dos livros Contos da Oficina 34 (2005) e 100 Melhores Filmes Brasileiros (2016). Criador e editor-chefe do portal Papo de Cinema.

Mande um mail para Robledo

Veja outros textos assinados por Robledo Milani

Ficha Técnica

NOME ORIGINAL: Hit and Run

PAÍS DE ORIGEM: EUA

ANO: 2012

DIREÇÃO: David Palmer, Dax Shepard

ROTEIRO: Dax Shepard

EDIÇÃO: Keith Croket

FOTOGRAFIA: Bradley Stonesifer

MÚSICA: Robert Mervak, Julian Wass

FIGURINO: Brooke Dulien

PRODUÇÃO: Adam Blum, Paul Bojic, Paul Bunch, Jim Casey, Audrey Loggia, Tony Loguzzo, Erica Murray, Andrew Panay, Nate Tuck, Kim Waltrip, Howard Young

ESTÚDIO: Exclusive Media Group, Panay Films, Primate Pictures

SITE OFICIAL: www.hitandrunmovie.com

ELENCO: Kristen Bell, Dax Shepard, Tom Arnold, Kristin Chenoweth, Michael Rosenbaum, Jess Rowland, Carly Hatter, Steve Agee, Bradley Cooper, Joy Bryant, Kal Bennett, John Duff, David Koechner, Ryan Hansen, Beau Bridges, Jason Bateman, Nate Tuck

Sinopse

Charlie Bronson (Dax Shepard) abandonou a vida do crime, quando costumava ser o motorista oficial durante roubos. Hoje, ele adotou uma nova identidade graças ao programa de proteção às testemunhas. No entanto, quando sua namorada (Kristen Bell) precisa de sua ajuda para chegar à Los Angeles, Charlie coloca em risco sua proteção do governo para ajudá-la. No caminho, ele é perseguido tanto pelo FBI quanto por sua antiga gangue.

Curiosidades

- Com orçamento de US$ 2 milhões, arrecadou quase US$ 14 milhões somente nos EUA

- US$ 1 milhão foi destinado apenas para direitos autorais musicais

- Kristen Bell e Dax Shepard são namorados na vida real

  • Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

  • "Minha Mãe é Uma Peça 2" (Paris)

    4ªSemana: 751 mil espectadores

    Público Total: 6,6 milhões de espectadores

  • "Assassin`s Creed" (Fox)

    Estreia: 729 mil espectadores

    Público Total: 730 mil espectadores

     

  • "Moana: Um Mar de Aventuras" (Disney)

    2ªSemana: 680 mil espectadores

    Público Total: 2,4 milhões de espectadores

  • "Passageiros" (Sony)

    2ªSemana: 222 mil espectadores

    Público Total: 1 milhão de espectadores

  • "Eu Fico Loko" (Paris)

    Estreia: 222 mil espectadores

    Público Total: 224 mil espectadores