O nosso papo é de cinema!


Nova York, Eu Te Amo

07/03/2012    

 

Crítica

A proposta de Emmanuel Benbihy não perde fôlego. Depois de iniciar na capital francesa com Paris, Te Amo (Paris, Je t'aime, 2006), os filmes em homenagens às grandes cidades continuam. Agora foi a vez Nova York, Te Amo, a cidade onde tudo pode acontecer, como ressalta o filme.

Não me parece correto observar esse tipo de trabalho da mesma forma que a um filme, no sentido tradicional da palavra. É de praxe que a junção de histórias distintas relacionadas unicamente pelo lugar em que se passam – e aí sempre me lembro do escritor uruguaio Eduardo Galeano, que diz que o importante não são as cidades mas as pessoas que nelas habitam – apresentem irregularidades, em maior ou menor número. Nova York, Te Amo, entretanto, surpreende neste aspecto. Composto por uma sequência de curtos enredos dirigidos por diversos diretores, o que predomina no novo projeto de Benbihy é o sucesso da grande maioria das investidas.

Podem ser destacadas sequências como a inicial, quando dois homens pegam o mesmo táxi e, na tentativa de decidirem a melhor rota para que se chegue aos destinos de ambos, travam uma cômica situação que vem a incluir a irritação do mais interessado em tudo isso: o taxista.

Outros dois ótimos exemplos são os segmentos que envolvem a luta travada entre dois homens por uma garota e o jovem que a leva ao baile. No primeiro, um elegante e jovem ladrão apaixona-se perdidamente por uma mulher que vê na rua. Segue os passos da moça e, ao encontrá-la no bar, depara-se com seu namorado. Travam uma divertida disputa amorosa moderna e bizarra, na qual ambos demonstram suas "qualidades" e esperteza.  Na segunda delas, um garoto deve levar a bela filha de um senhor ao baile. Empolgado com a beleza da moça, suas expectativas desaparecem por completo ao perceber que ela precisa de cadeira de rodas. As cenas posteriores são de uma comicidade vergonhosa, mas que se justificam plenamente no desembocar de um desfecho incrível. Marca da imprevisível situação que só é possível acontecer nessa cidade, terra das oportunidades.

Superando as expectativas deixadas por sua antecessora, Nova York consegue impor um ritmo agradável a tantas histórias distintas de forma a se sair muito bem quando compondo um conjunto narrativo, nesses retalhos do inimaginável. Suas temáticas estão presentes e não surpreendem a qualquer pessoa que viva em outra metrópole mundial: a cidade que nunca dorme, os encontros furtivos, as paixões avassaladoras. Todas representadas não pelo comum, mas pelo excêntrico e divertido.

Para os entusiastas da série, no calendário do idealizador da série estão em pré-produção o terceiro longa, agora em Xangai e, mais adiante, deve continuar a franquia em Jerusalém e aqui mesmo no nosso Rio de Janeiro.

Nota da crítica

3/5

avatar

Willian Silveira é crítico de cinema, membro da ACCIRS - Associação dos Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul, e da ABRACCINE - Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Tem formação em Filosofia e em Letras, estudou cinema na Escola Técnica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Acumulou experiências ao trabalhar como produtor, roteirista e assistente de direção de curtas-metragens.

Mande um mail para Willian

Veja outros textos assinados por Willian Silveira

Ficha Técnica

NOME ORIGINAL: New York, I Love You

PAÍS DE ORIGEM: EUA

ANO: 2009

DIREÇÃO: Fatih Akin, Yvan Attal, Randall Balsmeyer, Allen Hughes, Shunji Iwai, Wen Jiang, Shekhar Kapur, Joshua Marston, Mira Nair, Natalie Portman, Brett Ratner

ROTEIRO: Hu Hong, Yao Meng, Israel Horovitz, Suketu Mehta, Shunji Iwai, Israel Horovitz, Olivier Lécot, Jeff Nathanson, Xan Cassavetes, Stephen Winter, Anthony Minghella, Natalie Portman, Fatih Akin, Joshua Marston, Hall Powell, Israel Horovitz, James C. Strouse, Yvan Attal

EDIÇÃO: Jennifer Augé, Tricia Cooke, Jacob Craycroft, Affonso Gonçalves, Mark Helfrich, Shunji Iwai, Allyson C. Johnson, Melody London, Cindy Mollo, Craig McKay

FOTOGRAFIA: Jean-Louis Bompoint, Benoît Debie, Pawel Edelman, Ping Bin Lee, Michael McDonough, Andrij Parekh, Declan Quinn, Mauricio Rubinstein

DIREÇÃO DE ARTE: Katya DeBear

FIGURINO: Victoria Farrell

PRODUÇÃO: Pierre Asseo, Steffen Aumueller, Michael Benaroya, Emmanuel Benbihy, Parker C. Bennett, Susanne Bohnet, Claus Clausen, Laurent Constanty, Rose Ganguzza, Ed Gerrard, Warren T. Goz, Marina Grasic, Pamela Hirsch, Taylor Kephart, Jan Korbelin, Marianne Maddalena, Stewart McMichael, Celine Rattray, Bradford W. Smith, Glenn M. Stewart

ESTÚDIO: Vivendi Entertainment, Ever So Close, Visitor Pictures

ELENCO: Bradley Cooper, Justin Bartha, Christina Ricci, Andy Garcia, Hayden Christensen, Rachel Bilson, Natalie Portman, Irrfan Khan, Emilie Ohana, Orlando Bloom, Christina Ricci, Maggie Q, Ethan Hawke, Anton Yelchin, James Caan, Olivia Thirlby, Blake Lively, Drea de Matteo, Julie Christie, John Hurt, Shia LaBeouf, Ugur Yücel,Taylor Geare, Carlos Acosta, Jacinda Barrett, Qi Shu, Burt Young, Chris Cooper, Robin Wright, Eva Amurri Martino, Eli Wallach, Cloris Leachman, Vedant Gokhale, Jeff Chena, Duane Nakia Cooper, Abe Karpen, Robert d Scott, Amy Raudenbush, Elisabeth Macocco, Jillian Bach, Hiroshi Hsu, Richard Chang

Sinopse

Seguindo a ideia de sucesso proposta em Paris, Te Amo, agora com Nova York, Eu Te Amo o romantismo é levado para a Big Apple. Doze cineastas assinam, cada um, um curta de cinco minutos para falar do amor. Com participações de Kevin Bacon, Andy Garcia, Irrfan Khan, Shia LaBeouf e Christina Ricci.

Curiosidades

-  Estreia de Natalie Portman como diretora.

 

  • Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

  • "Minha Mãe é Uma Peça 2" (Paris)

    4ªSemana: 751 mil espectadores

    Público Total: 6,6 milhões de espectadores

  • "Assassin`s Creed" (Fox)

    Estreia: 729 mil espectadores

    Público Total: 730 mil espectadores

     

  • "Moana: Um Mar de Aventuras" (Disney)

    2ªSemana: 680 mil espectadores

    Público Total: 2,4 milhões de espectadores

  • "Passageiros" (Sony)

    2ªSemana: 222 mil espectadores

    Público Total: 1 milhão de espectadores

  • "Eu Fico Loko" (Paris)

    Estreia: 222 mil espectadores

    Público Total: 224 mil espectadores