O nosso assunto é cinema. Só cinema!


Flor da Neve e o Leque Secreto

06/05/2012    

 

Crítica

Após o impressionante sucesso de X-Men Origens: Wolverine (2009), que faturou quase US$ 400 milhões em todo o mundo, o astro Hugh Jackman decidiu ficar um tempo fora do radar. Isso até Gigantes de Aço, lançado no ano passado. Nestes dois anos, marcou presença na comédia independente Butter (ainda inédita no Brasil), ao lado de Jennifer Garner, fez uma aparição não-creditada em X-Men: Primeira Classe (2011) e esteve em uma pequena participação nesta interessante história asiática, Flor da Neve e o Leque Secreto. Agora, quem for conferir o drama dirigido por Wayne Wang baseado no romance de Lisa See por causa do ator, um aviso: o tempo inteiro dele em cena durante todo o filme não deve chegar a dez minutos. Seu nome nos créditos serve apenas para dar prestígio a uma obra bonita que merece ser descoberta.

Diz a tradição milenar chinesa que garotas só são atraentes e conseguem bons maridos se tiverem pés pequenos. Assim, ainda na tenra infância, elas tinham seus pés mutilados pelos próprios pais ou vizinhos, que os enfaixam fortemente, quebrando-os e forçando-os a crescer deformados. Esse é apenas o exemplo mais evidente na época do papel que a mulher possuía nessa sociedade. Desprezada pela família, pais, irmãos e mesmo pelo esposo, deveria apenas para cuidar da casa, dos filhos e para servir na cama. Sozinha e cada vez mais reclusa, um outro costume surge para prevenir tamanha solidão: a figura da laotong, ou amiga eterna. Trata-se de uma outra menina na mesma condição que irá contar com esta nova “irmã” para dividir seus problemas, medos e inseguranças por toda uma vida.

Flor da Neve e o Leque Secreto fala da trajetória de duas laotong, Flor da Neve (Gianna Jun) e Lily (Bingbing Li). As duas são juradas uma a outra ainda crianças, no século XIX, e enfrentam diversas dificuldades juntas. Enquanto uma consegue um bom casamento, a outra acaba esposa de um açougueiro. As diferenças entre elas acaba pesando demais, separando-as. Mas o registro de todos estes sentimentos, temores e dúvidas fica registrado em leques artesanais – inclusive o que conta os reais motivos do afastamento entre elas. Esse leque servirá, muitos anos depois, para justificar o que aconteceu entre as netas delas, Nina e Sofia (interpretadas pelas mesmas atrizes), igualmente laotong entre si e que passam pela mesma situação: uma desavença abalou os laços que existiam entre elas, e Sofia só possui a chance de rever essa ligação nas vésperas de receber uma promoção no trabalho e ser enviada para morar em Nova York, quando descobre que a amiga está em coma num hospital.

Jackman aparece apenas no terço final do filme, como o ex-namorado australiano de Nina, que surge enquanto ela está inconsciente para tentar, ao lado de Sofia, elucidar o que aconteceu com a antiga paixão. Wayne Wang, apesar de ter construído sua carreira nos Estados Unidos, volta à sua terra natal (Hong Kong) e faz aqui um trabalho bastante sensível, talvez o seu mais pessoal, no mesmo tom do elogiado O Clube da Felicidade e da Sorte (1993) e bem distante dos descartáveis Encontro de Amor (2002) e As Férias da Minha Vida (2006), por exemplo. A fotografia é delicada com os personagens, e trilha sonora é estudada, e as transições de tempo – ambas as tramas são contadas simultaneamente – são bastante precisas e envolventes. Flor da Neve e o Leque Secreto é um filme, acima de tudo, feminino, principalmente no sentido de vislumbrar as relações entre seres mais frágeis e desvendar uma cultura exótica aos olhos ocidentais. Nada muito profundo ou elaborado, mas ainda assim criterioso e muito bem cuidado.

Nota do Leitor

Nota da crítica

3.5/5

é crítico de cinema, vice-presidente da ACCIRS - Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul, e membro da ABRACCINE - Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Formado em Comunicação Social pela UFRGS, é também sócio-diretor da Phosphoros Novas Ideias, empresa de assessoria de imprensa e produção de conteúdo. Criador do portal Papo de Cinema.

Mande um mail para para Robledo

Veja outros textos assinados por Robledo Milani

Ficha Técnica

NOME ORIGINAL: Snow Flower and the Secret Fan

PAÍS DE ORIGEM: China, EUA

ANO: 2011

DIREÇÃO: Wayne Wang

ROTEIRO: Angela Workman, Ronald Bass, Michael Ray

EDIÇÃO: Deirdre Slevin

FOTOGRAFIA: Richard Wong

MÚSICA: Rachel Portman

DIREÇÃO DE ARTE: Molly Page

PRODUÇÃO: Jessinta Liu, Andrew Loo, Wendi Murdoch, Ted Perkins, Craig Shilowich, Hugo Shong, Florence Sloan

ESTÚDIO: IDG China Media

SITE OFICIAL: www.foxsearchlight.com/snowflowerandthesecretfan

ELENCO: Russell Wong, Bingbing Li, Archie Kao, Gianna Jun, Coco Chiang, Hu Qing Yun, Shi Ping Cao, Ruijia Zhang, Vivian Wu, Zhebing Gong, Lilia Zhou, Congmeng Guo, Danping Shen, Yan Daí, Yulan Xu, Shiming Wang, Shouqin Xu, Ying Tang, Chen Tao, Feihu Sun, Zhong Lü, Mian Mian, Yi-Ching Lu, Zhoubo Fang, Xiao Hu Ding, Li Qiang, Wu Jiang, Li Qiu Zhang, Hugh Jackman, Andy Gao, Ying Lin

Sinopse

China, século XIX. Flor da Neve (Gianna Jun) e Lily (Bingbing Li) são garotas que vivem isoladas de suas famílias. Elas se comunicam através de uma linguagem secreta, com mensagens sendo transmitidas através de leques de seda. Já nos dias atuais, Nina (Bingbing Li) e Sophia (Gianna Jun) tentam manter a amizade de infância em meio às dificuldades da vida adulta, incluindo complicadas histórias de amor e as necessidades da carreira.

Curiosidades

- Com um orçamento de US$ 6 milhões, arrecadou praticamente o dobro deste valor nas bilheterias de todo o mundo.

  • Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Annabelle (Warner)

    2ª Semana: 609.500 espectadores

    Público Total: 1.651.400 espectadores

  • Festa no Céu” (Fox)

    Estreia: 240.000 espectadores

    Público Total: 343.100 espectadores

  • O Candidato Honesto“ (DTF/Paris)

    3ª Semana: 243.300 espectadores

    Público Total: 1.522.000 espectadores

  • O Juiz” (Warner)

    Estreia: 116.000 espectadores

    Público Total: 116.100 espectadores

  • Na Quebrada” (DTF/Paris)

    Estreia: 77.380 espectadores

    Público Total: 77.380 espectadores

  • No public Twitter messages.
 

Redes Sociais