O nosso assunto é cinema. Só cinema!


A Múmia: Tumba do Imperador Dragão

27/07/2012    

 

Crítica

Os dois primeiros filmes, de 1999 e 2001, já não eram grande coisa, e mesmo assim geraram um spin off (O Escorpião Rei, de 2002). Então não chega a ser nenhuma novidade a realização deste terceiro episódio da série A Múmia. Mas o que mais surpreende é o fato de Tumba do Imperador Dragão conseguir ser ainda pior do que qualquer um dos três anteriores. E olha que condições não faltaram. Além do astro original, Brendan Fraser, retomar seu papel de maior sucesso, foram gastos inacreditáveis US$ 175 milhões, para um resultado que deixa a desejar em todos os aspectos.

Tumba do Imperador Rei se passa exatamente após o mesmo período que separa este filme e O Retorno da Múmia: 7 anos depois. Rick (Fraser) e Evelyn O’Connell (Maria Bello, substituindo Rachel Weisz, que se recusou a participar desta continuação por divergências no roteiro – sábia decisão!) estão casados e levam uma vida pacata no interior da Inglaterra. Já o filho adolescente dos dois (o apático e desconhecido Luke Ford), sem que eles saibam, acaba trilhando o mesmo caminho dos pais, e participa de uma descoberta arqueológica importantíssima na China: a localização da tumba do imperador dragão e de seus guerreiros Terracota. Este argumento é inspirado num fato verídico, a tumba do primeiro imperador da Dinastia Qin, em Xi’an. Estes artefatos são disputados por mafiosos locais que desejam trazer o antigo imperador de volta à vida. E, é claro, só os nossos conhecidos aventureiros poderão enfrentar tal ameaça.

Apesar de A MúmiaO Retorno da Múmia terem sido dirigidos por Stephen Sommers e de O Escorpião Rei ter contado com Chuck Russell no comando, quem assumiu a função em A Múmia 3 foi Rob Cohen, com Sommers apenas produzindo. Cohen tem no currículo outras obras igualmente descartáveis, como Daylight (1996), Velozes e Furiosos (2001) e Triplo X (2002). E desta vez ele entrega mais um passatempo repleto de exageros e conteúdo nulo, mais ou menos seguindo a linha dos trabalhos assinados por Michael Bay. Há efeitos especiais em profusão, Fraser com a mesma cara de pateta de sempre (como no recente Viagem ao Centro da Terra) e pouquíssimo espaço em cena para o vilão vivido por Jet Li, que tem escassas oportunidades de mostrar o seu melhor – ou seja, lutando. O que deveria ser o clímax da história, o embate entre os dois, termina por ser reduzido a um confronto de acrobacias desenhadas e tensão zero.

Um bom sinal de que talvez estejamos diante do ponto final das aventuras de A Múmia é o retumbante fracasso deste terceiro filme nos Estados Unidos: além de ter sido massacrado pela crítica, a arrecadação nas bilheterias, no primeiro mês de exibição, foi inferior à metade do orçamento total. Claro que tendo um Batman – O Cavaleiro das Trevas como concorrente não ajudou muito, mas mostra bem o tamanho do pastel de vento que é este filme. Tumba do Imperador Rei não emociona, não convence nem entretém. E o seu destino, felizmente, parece ser o esquecimento mais breve possível. Nada mais justo.

Nota da crítica

1.5/5

Nota do Leitor

26172
Thanks!
An error occurred!


é crítico de cinema, vice-presidente da ACCIRS - Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul, e membro da ABRACCINE - Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Formado em Comunicação Social pela UFRGS, é também sócio-diretor da Phosphoros Novas Ideias, empresa de assessoria de imprensa e produção de conteúdo. Criador do portal Papo de Cinema.

Mande um mail para para Robledo

Veja outros textos assinados por Robledo Milani

Ficha Técnica

NOME ORIGINAL: The Mummy: Tomb of the Dragon Emperor

PAÍS DE ORIGEM: EUA, China, Alemanha

ANO: 2008

DIREÇÃO: Rob Cohen

ROTEIRO: Alfred Gough, Miles Millar

EDIÇÃO: Kelly Matsumoto, Joel Negron

FOTOGRAFIA: Simon Duggan

MÚSICA: Randy Edelman

DIREÇÃO DE ARTE: John Dexter, David Gaucher, Isabelle Guay, Nicolas Lepage, Jean-Pierre Paquet, Scott Zuber

FIGURINO: Sanja Milkovic Hays

PRODUÇÃO: Chris Brigham, Sean Daniel, Bob Ducsay, Jianxin Huang, James Jacks, Chiu Wah Lee , Qin Lei, Josette Perrotta, Marc Pitre, Zhong-lun Ren, Stephen Sommers, Matthew Stuecken, Doris Tse, Pengle Xu

ESTÚDIO: Universal Pictures, Relativity Media, Sommers Company, The

SITE OFICIAL: robcohenthemummy.com

ELENCO: Brendan Fraser, Jet Li, Maria Bello, John Hannah, Michelle Yeoh, Luke Ford, Isabella Leong, Anthony Wong Chau-Sang, Russell Wong, Liam Cunningham, David Calder, Jessey Meng, Tian Liang, Albert Kwan, Jacky Wu, Binghua Wei, Guo Jing, Alison Louder, Marcia Nasatir, Emerald Starr

Sinopse

O impiedoso imperador dragão (Jet Li) é amaldiçoado pela feiticeira Zi Juan (Michelle Yeoh), o que faz com que ele e seu exército de 10 mil homens seja petrificado. Mais de dois milênios depois o túmulo do imperador dragão é descoberto por Alex O’Connor (Luke Ford), filho dos aventureiros Rick (Brendan Fraser) e Evelyn (Maria Bello), que deixou os estudos para se dedicar à escavação. Seus pais não sabem do trabalho de Alex, que conta com a ajuda do tio, Jonathan Carnahan (John Hannah), dono de uma boate em Xangai. Atualmente Rick e Evelyn levam uma pacata vida em Londres, mas sentem falta da aventura. Um dia eles recebem a proposta de levar um precioso artefato a Xangai e, usando a desculpa de visitar Jonathan, aceitam a missão. Só que ao chegar eles são abordados pelo general Yang (Anthony Wong Chau-Sang), que deseja trazer o imperador dragão de volta à vida.

Curiosidades

- Filme com orçamento de US$ 145 milhões e que faturou US$ 401 milhões em bilheterias do mundo todo;

- Rachel Weisz se recusou a interpretar a personagem Evelyn O’Connor por divergências com o roteiro;

- A tumba do imperador dragão e seus guerreiros Terracotta foram inspirados na tumba verídica do 1º imperador da dinastia Qin. O mausoléu fica localizado na China.

Um comentário para “A Múmia: Tumba do Imperador Dragão”

  1. ALANem 12/03/2013 às 0:18

    Bem acho que voce ve ser um admirador da saga Crepusculo para dizer tanta bobagem em uma unica publicação.Dizer que Mumia e Mumia 2 são filmes ruins,você não deve entender nada do que está falando.Respeite ao menos aqueles que admiram os filmes e fizeram com que eles estivessem entre as maiores arrecadações em bilheteria no mundo.

  • Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Lucy” (Universal)

    Estreia: 413.800 espectadores

    Público Total: 413.800 espectadores

  • As Tartarugas Ninja” (Paramount)

    3ª Semana: 367.900espectadores

    Público Total: 2.473.200 espectadores

  • Os Mercenários 3” (Califórnia)

    2ª Semana: 377.300 espectadores

    Público Total: 1.294.400 espectadores

  • No Olho do Tornado” (Warner)

    Estreia: 178.300 espectadores

    Público Total: 178.300 espectadores

  • Vestido pra Casar” (Imagem)

    4ª Semana: 89.900 espectadores

    Público Total: 1.098.300 espectadores

  • Guardiões da Galáxia” (Buena Vista)

    5ª Semana: US$ 16.313.000,00

    Bilheteria Total: US$ 274.610.000,00

  • As Tartarugas Ninja” (Paramount)

    4ª Semana: US$ 11.750.000,00

    Bilheteria Total: US$ 162.406.000,00

  • Se Eu Ficar” (Warner)

    2ª Semana: US$ 9.260.000,00

    Bilheteria Total: US$ 29.822.000,00

  • “Assim na Terra Como no Inferno” (Universal)

    Estreia: US$ 8.342.000,00

    Bilheteria Total: US$ 8.342.000,00

  • “Let’s Be Cops” (Fox)

    3ª Semana: US$ 8.200.000,00

    Bilheteria Total: US$ 57.322.000,00

  • No public Twitter messages.
 

Redes Sociais